• The Prime Energize Monte Gordo – O hotel perfeito para os amantes de …

    De Lisboa a Monte Gordo quase não se sente a viagem, sobretudo se a …

  • Martinhal Quinta do Lago, o hotel que permite férias com conforto …

    A decisão de viajar com um bebé nunca é facil! Pelo menos falo por mim, …

  • Quantos kilos engordei na gravidez do Tomás

    Perdi a conta à quantidade de vezes que ouvi esta pergunta quando estava à espera do Tomá…

  • Ganhar tempo para o que mais interessa com uma solução inovadora

    Posso dizer-vos com toda a certeza que uma das tarefas de casa que menos gosto …

  • UM RESTAURANTE PARA FICAR NA Memória.

     

    Sou menina de bairro. Gosto de sair de casa e fazer todos os recados da lista de tarefas chatas a pé. Gosto do sapateiro à antiga, da costureira que tem serviço de lavandaria e da mercearia com produtos fora da caixa.

    No bairro onde se instalou o Memória, havia poucos ou nenhum italiano. Mentira, antes de abrir o Memória fomos brindados com o Fiammetta, adiante lhe dedicarei devido tempo. Sim são dois italianos, mas com conceitos muito diferentes.

    Sou de facto fã de restaurantes italianos, por isso foi num misto de entusiasmo e curiosidade que fui lá almoçar com uma amiga num dia tranquilo durante a semana.

    O conceito do Memória é entrar na cozinha daquela avó italiana que nunca tivemos. A comida pretende ser caseira e de conforto e o objetivo é cumprido com nota mais do que positiva.

    O menu está escrito à mão nos individuais com uma letra às vezes menos percetível, mas com muito charme. O restaurante está decorado com um mood meio misterioso, com pouca luz e em tons escuros com pequenos apontamentos encarnados. O melhor do espaço é a esplanada nas traseiras do restaurante com um tamanho simpático e pronto para almoços e jantares de Verão para guardar na memória.

    O Memória fica no coração de Campo de Ourique, no Jardim da Parada e o prato que me deixou logo rendida foi o Spaghettoni al tartufo, não fosse eu super fã de trufa. É de facto tão bom como imaginam.

    As minhas outras sugestões são os Ravioli com taleggio e figo, um prato leve com uma combinação perfeita de doce e salgado e a pizza memória. Na memória fica a nduja que à primeira vista pode não soar a nada muito espetacular, mas prometo que depois de provarem nunca mais esquecem. Para quem não sabe (eu própria desconhecia este ex-libris da cozinha italiana), é uma salsicha cremosa picante da Calábria, aparentemente um ingrediente que está bastante na moda nos restaurantes italianos em Londres. Além de nduja a pizza memória tem também mozarela fiordilate, salame picante, azeitonas, tomate e orégãos, querem melhor do que isto?

    Não há sugestão possível sem sobremesas e as sobremesas aqui não são de se evitar. A torta All’Arancia foi uma verdadeira surpresa, uma torta ligeiramente mole com um ponto de comer e chorar por mais. Para os amantes de chocolate (sim faço parte do clube) não podem sair pela porta do restaurante sem experimentar a torta al cioccolato, mas atenção, não vale contarem as calorias.

    Além das minhas sugestões têm muitas outras opções, queijos e enchidos italianos, para um petisco de final de tarde, bruschettas, burratas e não posso deixar de mencionar a foccacia, experimentem e mais não digo.

     

     

    Nota mais: O atendimento.

    Nota menos: Não aceitam reservas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Instagram

    24   1800
    13   430
    32   1718
    84   2856
    41   2321