• Martinhal Quinta do Lago, o hotel que permite férias com conforto e em segurança pensado ao pormenor para famílias com bebés e crianças
  • Martinhal Quinta do Lago, o hotel que permite férias com conforto e em segurança pensado ao pormenor para famílias com bebés e crianças

    A decisão de viajar com um bebé nunca é facil! Pelo menos falo por mim, que ainda estou a aprender o processo de simplificar e levar o indispensável.

    Para mim o indispensável com um bebé é uma montanha de coisas que não acabam e que nem sempre cabem no carro 😅! Por isso muitas vezes pesando prós e contras, mais vale ficar do que ir. Excepto claro, quando o conceito do hotel para onde vamos se baseia todo em simplificar a vida aos pais, proporcionando-lhos a sua dose de descanso e ainda por cima contribuindo para memórias dos filhos, inesquecíveis.

    Apresento-vos o Martinhal Quinta do Lago. É isso que leram em cima. Todo o conceito do grupo Martinhal é a pensar no conforto dos pais e entretenimento dos filhos, tudo foi projetado a pensar nas famílias.

    Começa pelos alojamentos, no caso do Martinhal Quinta, situado na Quinta do Lago, é composto por casas de dois, a cinco quartos, cada uma com a sua própria piscina e jardim privativo – uma grande vantagem com bebés pequeninos porque nos permite usufruir da hora da sesta dos nossos filhos aproveitando a piscina e o jardim!

    Além da comodidade das casas que compõem a oferta do hotel, todas estão preparadas para receber bebés em idade de explorar. O serviço Baby Concierge que o grupo oferece permite reservar uma série de equipamentos para bebé de forma a não precisarmos de levar os nossos, poupando-nos trabalho e espaço no carro! Nesta lista de produtos incluem-se os de protecção da casa, indispensáveis com bebés a partir de um ano, como por exemplo barreiras de protecção de escadas, protectores de cantos de mesas e ainda uma vasta lista de produtos que nos facilitam a vida como carrinho de passeio ou mochila de transporte de bebé – deixo-vos uma fotografia no fim do artigo para verem a oferta variadíssima de produtos emprestados. Para mim este é um dos grandes factores diferenciadores do grupo Martinhal.

    Chegámos sexta-feira a meio do dia, aproveitámos para fazer a viagem na hora da sesta do Tomás e foi uma opção essencial para que fosse mais tranquila. Aqui temos um bebé que além de se aborrecer em viagens de carro, também enjoa, por isso foi uma aposta bem sucedida sair a essa hora. De Lisboa ao Martinhal Quinta são duas horas e pouco. Fomos muito bem recebidos na recepção, desde aí que percebi que estávamos num sítio onde as crianças são realmente bem-vindas e não um incómodo. Quem viaja com filhos sabe que é fácil sentir-se desconfortável em alguns hóteis, neste caso é fácil sentirmo-nos confortáveis.

    A casa que ficámos é tipicamente algarvia, muito fresca e com um pormenor que ganhou logo pontos – os espaços são muito amplos, quartos grandes e com muita arrumação, decoração clássica e simples mas tudo com apontamento de practicidade. Os protectores de escadas estavam montados, demorei um bocadinho a perceber como funcionavam o que me deu ainda mais segurança. Se é difícil para mim abrir,imaginem para crianças e bebés.

    A casa vem equipada com tudo o que precisam para uma estadia curta ou longa, com uma cozinha muito prática e uma mesa no terraço, perfeita para poder aproveitar noites quentes de Algarve.

    O jardim é muito simpático e a nossa casa tinha uma separação da zona do terraço para a piscina/jardim, essencial para nos dar alguma segurança e o Tomás poder brincar na rua (acho que nem todas as casas são assim, se viajam com bebés que já gatinham/andam, vale a pena mencionar esta necessidade na hora da reserva). Apesar de não termos usado tem também ao pé da mesa de fora um barbecue.

    Escusado será dizer que o Tomás delirou com a casa, estava genuinamente feliz e corria de um lado para o outro.

    No segundo quarto montaram um berço em madeira muito querido mas que já não dá para a fase do Tomás, pedi na recepção para trocar para uma cama de viagem e rapidamente fizeram a troca. Com bebés mais pequeninos este berço dá muito jeito e são poucos os hóteis que têm esta opção.

    Nos dias que se seguiram a dinâmica foi piscina de manhã e praia à tarde, depois da sesta. Sendo que no primeiro dia ficámos na piscina privativa de nossa casa, onde o Tomás se fartou de brincar na relva e de explorar o jardim, almoçámos em casa com comida que trouxemos feita, entretanto o Tomás foi dormir a sesta no quarto dele, o Gonçalo aproveitou para treinar no ginásio e eu liguei o intercomunicador e aproveitei para descansar na piscina de casa. Depois da sesta do Tomás, preparámos as tralhas para ir à praia e saimos para um fim de tarde de filme, na praia do Gigi a cinco minutos do hotel.

    A praia do Gigi, que se situa muito perto do Martinhal Quinta é perfeita para estar com bebés da idade do Tomás e crianças mais crescidas. O mar desta zona é calmo, tem concessão de praia, dando a possibilidade de alugar chapéus e cadeiras e permitindo horas de brincadeiras aos mais novos em segurança.

    No segundo dia alterámos um bocadinho a rotina. Fomos ao pequeno-almoço mais cedo, o nosso mini despertador não perdoa – que se situa no restaurante da piscina, O terraço e que é absolutamente divinal. Opções à la carte com variedade de fruta, compotas, queijos, pastelaria, ovos, panquecas e muita disponibilidade para adaptar o peqeno almoço às necessidades dos mais pequenos. No caso do Tomás costuma beber leite ao pequeno almoço ou comer papa, por questões de logística nestes dias, ele tomou o pequeno almoço connosco e por isso comeu iogurte natural,um bocadinho de pão escuro e queijo.

    Escusado será dizer que delirou. O melhor deste restaurante é que tem opções a pensar nos bebés e crianças pequenas, como é o caso das compotas de fruta caseiras com frutas variadas e um menu infantil quase tão diversificado como o nosso. Levei almoços e jantares para o Tomás para os três dias mas rapidamente percebi que se quisesse podia ter dependido do restaurante para todas as refeições do Tomás que também estão disponíveis em take away para a casa onde estamos alojados.

    Neste dia depois do pequeno almoço ficámos na zona da piscina principal que é enorme e muito agradável para estar com crianças uma vez que tem uma zona infantil com muitas actividades para os mais novos se entreterem e ainda uma piscina para crianças. O Tomás quis experimentar as brincadeiras todas, até as que não tem ainda muita idade, como é o caso do trampolim e tivemos uma manhã animada entre a caixa de areia para fazer construções, uns mergulhos na piscina infantil e brincadeira numa zona de repuxos para as crianças brincarem. Fiquei muito impressionada pela positiva com as opções todas que ofereciam nesta zona.

    Nesse dia o almoço foi novamente em casa, assim como a sesta e o meu momento bendito de descanso no jardim de casa. Depois da sesta repetimos a dose do dia anterior e voltámos a gozar de um fim de tarde maravilhoso na praia do Gigi. O bom da localização do hotel é podermos fazer de forma tão prática um tipo de férias que inclui hotel/praia de forma muito fácil.

    No último dia o Gonçalo esteve em teletrabalho, contente por poder fazê-lo no terraço de casa com todo o conforto e tranquilidade que exigia, eu e o Tomás voltámos para a zona da piscina, onde ficámos toda a manhã. O almoço foi em família no restaurante da piscina O terraço que tem variadissimas opções desde hamburgueres a peixe grelhado, saladas e asinhas de frango e desta vez o Tomás acompanhou-nos no almoço. Do menu para bebés escolhi para ele sopa de legumes, que adorou, robalo com legumes e puré de batata e ainda puré de maçã com pêra. Maravilhoso.

    A sesta neste dia foi debaixo da sombra na zona da piscina principal, dando-me a possibilidade de gozar esse bocadinho com ele por perto e quando acordou fomos conhecer o clube infantil – Raposinhos – que além de kids club tem serviço de creche para bebés a partir dos 6 meses. Confesso que tive muito tentada a deixá-lo lá umas horas mas acabou por não acontecer, no entanto para mim sem dúvida mais um factor diferenciador na hora de escolher o hotel para onde ir em família, pois havendo esta possibilidade muitas vezes é a única solução para os pais poderem ter algum tempo para descansarem.

    Ao pé do kids club descobrimos um parque infantil enorme e com alguns equipamentos indicados para bebés onde o Tomás se fartou de brincar, tive pena de não ter lá ido com ele antes, porque adorou este espaço e está preparado para os pais poderem ficar sentados enquanto as crianças ususfruem dos brinquedos.

    Depois de três dias em cheio voltámos para Lisboa com a certeza que vamos voltar. Viajar com bebés e crianças é uma aventura mas quando escolhemos conceitos que pensam no nosso bem estar enquanto família tudo se torna mais fácil e compensador.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Instagram

    16   704
    12   373
    11   944
    28   865
    3   355