• 5 looks para usar no 3ª trimestre da gravidez

    É inevitável sentirmos durante praticamente toda a gravidez que não temos nada para vestir, …

  • Lista Da Maternidade – O que vou levar

    Há várias opiniões sobre quando devemos ter a mala da maternidade pronta! Pelo …

  • Lista da Maternidade – o que vou levar para o bebé

    Nove meses parecem uma eternidade mas realmente de repente apercebemo-nos que estamos a dias de …

  • Porquê guardar as células estaminais?

          Assim que soube que estava à espera de bebé, fiz uma lista de …

  • Lista da Maternidade – o que vou levar para o bebé

    Nove meses parecem uma eternidade mas realmente de repente apercebemo-nos que estamos a dias de fechar o ciclo das 40 semanas de gravidez e que ainda não tratámos de metade do que tínhamos projectado.

    Lembro-me que quando a minha irmã Maria estava à espera do meu sobrinho mais velho de repente estava de oito meses e ainda não tinha tratado de praticamente nada. Não me esqueço que na altura lhe disse que nove meses era tempo suficiente para ir fechando assuntos relacionados com a chegada de um bebé, como é que tinha sido tão inconsciente ao esperar pelo último mês para tomar decisões que já podiam estar tomadas há meses. Pronto, o universo vingou-se e hoje engulo tudo o que lhe disse. Eu aos oito meses já tinha algumas coisas tratadas mas longe de estar pronta para receber o meu filho. E só tinha essas decisões tomadas por causa do maravilhoso serviço que já partilhei no meu instagram com vocês, o Baby Planning  da loja 100% bebé no Estoril, onde em reuniões eficazes e muito práticas com a “Santa Isabelinha” (podem passar lá na loja a perguntar por ela, que o nome assenta-lhe que nem uma luva🤣) ficaram logo fechados assuntos básicos como o carrinho, o ovo, etc etc.. Básicos salvo-seja, assuntos dignos de horas de pesquisa que a Santa Isabelinha descomplicou e trocou por linguagem de grávida para que a escolha fosse rápida e consciente.

    A mala e o enxoval do bebé era um desses assuntos que andava atravessado. A minha pedra no sapato. Tenho a sorte de ter uma família incrível, a minha mãe foi exímia neste apoio. Eu nem sabia por onde começar e depois também houve o dedo da Santa Fatinha (sim estou rodeada de santas incríveis) que me conhece quase desde que nasci e me ajudou a deixar tudo pronto a tempo.

    O enxoval dos primeiros meses em casa ficará para um outro artigo, mas hoje partilho a minha lista final da mala da maternidade do meu filho (noutro artigo partilho a lista final da minha mala). Fiz um cruzamento de algumas listas úteis, depois ainda confirmei a do hospital onde vai nascer o Tomás et voilá, aqui fica o resultado.

    Espero ajudar-vos. Esta foi a minha selecção com ajuda da experiência da minha mãe, irmã e outras pessoas que me são próximas. Qualquer coisa que possa faltar ou que esteja a mais já é ao critério de cada um e sobretudo de acordo com o sítio que escolherem para nascer o vosso bebé. Pelo que percebi há hospitais que dão mais apoio e fornecem alguns produtos, outros nem tanto.

    Uma das indicações que segui à risca e até me foi indicada pelo hospital onde vai nascer o Tomás e deixo aqui a nota foi a seguinte:

    Antes de fazer a mala do bebé lavar a roupa com água e sabão neutro retirar todas as etiquetas. Preferencialmente a roupa deve ser de algodão, lã ou linho, macio, sem elásticos e fácil de vestir.​

    Vamos então à lista da maternidade do Tomás:

    -Numa mala pus tudo o que estava relacionado com roupa- Esta mala é quadrada abre na totalidade, escolhi uma da marca Dapatita – às riscas azul e branca e em tecido plástico que é muito fácil para limpar, um modelo muito prático na minha opinião e onde cabe tudo sem ficar muito cheio.

    Dentro desta mala:

    * 4 sacos divididos e se possível com indicação do dia a que correspondem- eu optei por essa informação para não andar muito perdida no hospital com:

    – 4 mudas de roupa em lã/algodão + 4 bodies (dia) + 4 bodies (noite) + 4 pijamas – Arrumei em cada envelope 1 muda de roupa dia com body+o pijama e body noite. Estes conjuntos fiz o mais completos que pude com botinhas/meias e no envelope do primeiro dia um gorro branco que é posto no bebé logo quando ele nasce – os que dão no hospital são bastante estridentes para o meu gosto, ahahah.

    * 1 saco com mais 2 mudas de roupa dia com respectivo body+ 2 pijamas e 2 bodies para a noite – envelope de extras

    Portanto no total levo 6 conjuntos de dia o mais completos possíveis + 6 pijamas com body para noite.

    *Levo mais um saco com 2 gorros de algodão, 1 par de luvas , botinhas e meias extra (com cores em conjunto com as roupas que escolhi)

    *Mais um saco com 6 babetes pequeninos e 6 fraldas de pano tamanho standard (aqui optei pelas básicas da Zippy (tem uns packs óptimos), umas com um padrão neutro que adorei da Gloopbaby que são 100% de algodão orgânico, uma com a letra T da Lavandiska e ainda outra com o nome dele bordado que comprei em alguma loja de bebé)

    * Um saco com uma fralda tamanho grande para swaddle

    * 1 Manta de cashmere/lã (fiquei rendida às da Zara Home – optei pela bege)

    * 2 fitas para a chucha e um dudu fita chucha pequenino ( este da marca Janela dos Sonhos)

    * 1 Manta para o ovo para a saída do hospital (da marca Gloopbaby – vale a pena pesquisarem este produto no site da marca fiquei rendida)

    – Não levo toalha de banho para o bebé, uma vez que não faz parte da lista do hospital onde vou ter o Tomás – mas confirmem porque há hospitais que pedem que se leve toalha para o bebé.

    – Numa segunda mala, mais pequena pus os produtos e extras associados à lista – Esta mala optei por um modelo da marca Pêra Doce, estrelas e riscas cinzento e branco, é um kit que vem também com algumas bolsas que dão muito jeito para guardar coisas que estejam sem espaço específico como as chuchas e as caixas para a chucha.

    Dentro desta mala vai:

    * Bolsa para documentos do Tomás (levo um da Janela dos sonhos – há uma que vem com o kit da mala da maternidade da Pêra Doce, mas optei por usar essa bolsa para pôr as chuchas)

    * Necessaire (mais uma vez do conjunto da Janela dos sonhos – uma bolsa que achei de tamanho ideal para levar os produtos) com:

    -Produtos de higiene para o bebé em tamanho viagem; 1º creme para muda da fralda, 1ª água de limpeza (água micelar), 1ª água termal, 1º leite hidratante, 1º creme lavante, soro fisiológico em monodoses, compressas estirilizadas – o meu hospital não mencionava este mini kit de higiene, acredito que não precise dele mas levo pelo sim pelo não

    – Aspirador nasal (optei pelo da marca Chicco)

    – Escova, pente, tesoura, lima de papel (levei o kit da Philips Avent – Conjunto de higiene que vem também com tesoura sem ponta e corta unhas, lima de papel, termómetro e mais uns extra, achei muito completo e prático este kit)

    – Chuchas (esterilizadas antes): Vou levar 2 modelos de chucha diferentes, uma vez que às vezes não pegam o modelo que queremos – são os dois modelos philips avent, a minha primeira opção é o modelo soothie tamanho 0-3M.

    – Porta chuchas – lavados com água quente antes de armazenar as chuchas

    – Muda fraldas – Vou levar o da Janela dos Sonhos, que adorei. Na mesma linha dos outros produtos que tenho deles e tem o kit de higiene agarrado, preso por um fecho podendo usar os dois separados.

    – Water Wipes: toalhitas de limpeza para mudar a fralda com 99,9% de água que me foram muito recomendadas e sobretudo muito apontadas para não deixar de levar para a maternidade –  são a minha primeira escolha para andar comigo no dia-a-dia

    – Não levo fraldas tamanho 00 para o bebé, uma vez que não faz parte da lista do hospital onde vou ter o Tomás – mas confirmem porque há hospitais que pedem que se leve fraldas para o bebé. Eu confirmei com amigas que tiveram os filhos no mesmo hospital que eu vou ter e não precisaram de levar.

    Outros:

    * Cadeira auto (ovo): Com aconselhamento da loja 100% bebé , que nos deu informação sobre estatísticas e diferenças dos vários modelos no mercado, escolhemos a Peeble Pro i-Size da Bebeconfort- cor essential black

    *Base com sistema Isofix já montada no carro – Escolhemos a da Bebeconfort (Base Bebéconfort FamilyFix One i-Size)

    * Espelho traseiro – para o carro, marca Safety 1st

    Esta é a lista final de produtos que levo para o Tomás para a maternidade. A boa notícia é que está tudo pronto, à mão para arrancar quando for vontade dele vir cá para fora, estou um bocadinho mais relaxada (ainda há uns quantos assuntos que me andam a dar cabo da cabeça) e pronta para viver a chegada do meu filho de forma serena.

    Espero ter ajudado algumas mães que andem mais perdidas.

    Já agora, partilhem a vossa experiência, o que levaram e não usaram mesmo? Alguma dica essencial para esses dias? Algum produto que me esteja a esquecer e seja mesmo indispensável para esses dias?

    Contem-me tudo nos comentários!

     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *